PROSTAGLANDINA E ALPROSTADIL

A terapia de injeção intracavernosa é o tratamento não cirúrgico mais eficaz para DE e sugerido quando medicamentos via oral não são eficientes. O maior problema desse tipo de tratamento é ser invasivo e tem potencial para causar priapismo (ereção excessivamente prolongada). As injeções intracavernosas são indicadas em casos de alterações arteriogênicas, neurogênicas, impotência psicogência refratária a outros tratamentos, impotência provenientes de algumas drogas e impotência mista. Existe uma contra-indicação do uso desse tipo de tratamento em casos de problemas de coagulação, distúrbios psiquiátricos severos, priapismos de repetição e doenças cardiovasculares instáveis (*13)

As drogas mais utilizadas para uso intracavernoso são a prostaglandina, fentolamina e papaverina utilizadas em diversas formualações e proporções.
A prostaglandina é uma substância existente no corpo humano e que é metabolizada nos pulmões, fígado. Essa substância permite a dilatação das artérias e conseqüentemente o enchimento dos corpos cavernosos, possibilitando o intumescimento do pênis.
A prostaglandina é antagonizada (ou seja, tem seu efeito diminuído) por outras drogas como a adrenalina e a noradrenalina. Esse é o motivo pelo qual o homem com stress acentuado às vezes não consegue uma boa relação sexual, simplesmente por ter uma liberação acentuada de adrenalina endógena e que limita a sua ereção.

Uma técnica popular de tratamento envolve a injeção de uma pequena quantidade de medicação diretamente dentro do tecido erétil do pênis. A ereção geralmente ocorre dentro de 10 minutos e dura de 30 a 90 minutos. A utilização de um aplicador próprio torna este processo fácil e indolor.

Preparação:

  • Injetar o líquido diluente no vidro
  • Diluir o pó homogeneamente
  • Absorver o líquido de volta na seringa

Antes da aplicação:

  • Eliminar as bolhas de ar: com a agulha apontada para cima bater na lateral para soltar as bolhas e apertar até esguichar um pouco do líquido para fora

Aplicação:

  • Limpar o local da injeção com álcool ou sabão
  • Inserir a agulha na lateral do pênis e aplicar o líquido

A auto-aplicação de medicamentos (sempre após orientação médica), já é muito utilizada nos EUA e no Brasil. O uso destes medicamentos é muito freqüente em pacientes com indicação de prótese peniana ou com isquemia do pênis. Através destes medicamentos é possível prolongar-se uma ereção naturalmente por até duas horas. Normalmente são utilizados derivados da prostaglandina, geralmente o Alprostadil, em várias fórmulas comerciais. Já existem em farmácias comuns algumas formulações de autoaplicações porém em casos específicos torna-se necessário adaptar a formulação ao paciente exigindo a manipulação da mesma a fim de se obter o melhor resultado. É um tipo de tratamento muito eficaz mas que exige sempre uma orientação e acompanhamento médico.
O paciente em nosso Instituto terá sempre um acompanhamento médico, 24 horas por dia, com telefone e BIP de emergência para o paciente fazer uso, se necessário for. A dose a ser utilizada é ajustada especificamente para cada paciente.

[Veja Também: Tratamentos Cirúrgicos]